7 estratégias para a mulher empreendora se organizar entre suas várias responsabilidades

16/11/2016

Aviso: Este artigo foi escrito especialmente para mulheres, mas também é para homens sensíveis que conhecem uma mulher batalhadora que merece ser presenteada com este conteúdo.

No último sábado (12/11/16), fui convidada pela minha amiga Bruna Domingues(www.fasercoaching.com.br) para participar do evento "Empreender Mulher". Na ocasião, apresentamos a temática "Os principais desafios da mulher empreendedora" sendo eles:

  • Deseja criar um negócio mas não sabe por onde começar;
  • Já iniciou o negócio mas ainda sem estrutura e se sente sozinha e perdida;
  • Tem o negócio estruturado mas não consegue se posicionar e alavancar com vendas;
  • O negócio está crescendo e precisa se organizar entre suas várias responsabilidades como mãe, esposa, empresária e mulher.

E foi muito interessante saber que dentre todos estes desafios, o maior deles, apontado pela grande parte das mulheres, é se organizar entre suas várias responsabilidades como mãe, esposa, empresária e mulher.

Refletindo ao longo do evento, até comentei com a Bruna que este também é um desafio diário para mim. Construir e alavancar meu negócio de Coaching enquanto lido com todas as minhas outras faces de forma leve e de bem com a vida, tem sido uma questão de exercício.

A vida da mulher (empreendedora , CLT, concursada, autônoma, dona de casa...) é extremamente complexa. Somos capazes de organizar desde qual roupa as crianças e o marido vestirão no dia seguinte no clima maluco de São Paulo, ao Planejamento Estratégico para os próximos 5 anos de uma grande corporação. Pensamos em cada detalhe, de muita coisa, ao mesmo tempo. Estamos preparadas para lidar com as exigências do mundo mantendo a ternura e feminilidade, lutar pelo nosso espaço no mercado de trabalho / negócios construindo algo que seja fonte de realização e fonte de inspiração para outras pessoas, somos capazes de liderar grandes projetos, lidar com os aprendizados de cada fase da maternidade e orquestrar a vida familiar promovendo um lar aconchegante. Tudo ao mesmo tempo.

Isso sem falar daquelas mulheres que realizam tudo isso sem o apoio de um companheiro, sem ter com quer compartilhar seu cansaço, suas dores, suas aflições, as contas a pagar, a responsabilidade de oferecer um lar digno e seguro para seus filhos, educação, amor, escola, entre tantas outras coisas.

E cada um destes papéis que desempenhamos diariamente, contempla diversas tarefas que buscamos executar com o máximo de zelo e perfeição. E por nos cobrarmos tanto sobre dar conta de fazer tudo e mais um pouco, caímos no erro de criar uma rotina demasiadamente pesada para nós mesmas. Sem falar da TPM e da Menopausa, que nos acompanham durante um período importante da vida. Ah! E sem falar também do machismo - vindo até mesmo de outras mulheres - o qual precisamos ora enfrentar, ora esquivar...

Corremos o risco de não saber dosar cada responsabilidade e, não raramente, adentramos num turbilhão de auto-cobrança e desarmonia emocional. O que acontece a partir daí, quando nos sentimos fora do nosso centro de equilíbrio, é uma enorme tendência de responsabilizar outros pela desordem instalada (cônjuge, filhos, pais, chefia, colaboradores, crise, governo, amigas, fofoca, etc). E nos esquecemos que, independentemente dos acontecimentos da vida e das atitudes das outras pessoas, ainda assim nós somos sempre as principais responsáveis por criarmos a nossa felicidade e rotina.

O fato é que muitas de nós sequer aprendeu que é possível apossar-se de sua vida e suas vontades. Não é difícil encontrarmos histórias onde, desde muito novinha quando ainda era uma criança, a menina precisou cuidar dos irmãos menores além de estudar, cuidar da rotina da casa e, quem sabe até trabalhar para ajudar os pais a complementar o orçamento doméstico, sempre deixando o brincar e suas principais necessidades em segundo plano.

Mas, independentemente da sua história de vida, quero dividir com você aqui neste artigo o que tenho colocado em prática na minha vida pessoal e negócios para me organizar como mulher empreendedora. É algo que compartilho com minhas clientes e que tem feito muita diferença na vida delas também. Não se trata de fórmula mágica, receita certa, mas pode ser uma luz no fim do túnel para quem possui tantas responsabilidades e que talvez não consiga ler este texto até o final sem ser interrompida :D

1 - Cuide de sua energia

Para dar conta da rotina é necessário cuidar do seu corpo físico, mental, emocional e espiritual diariamente. Comece o dia entrando em contato com o ser humano mais especial da sua vida (você mesma). Reserve uns minutinhos do seu dia para se cuidar.

Por exemplo, ao acordar, antes de se levantar busque um motivo para ser grata e mentalize como gostaria que fosse o seu dia. Conecte-se também com sua espiritualidade através da oração ou meditação e perceba que você faz parte de um projeto maior, assim como cada ser que cruzar o seu caminho ao longo do dia.

Procure incluir atividades que gerem mais energia, saúde e bem estar, desde coisas mais simples como ouvir uma playlist animada a encaixar exercícios físicos na sua rotina corrida (você pode, por exemplo, substituir algumas vezes na semana o transporte público ou carro por bicicleta e / ou caminhada). Além disso, lembre-se de atender as necessidades básicas do seu corpo físico como beber água, realizar refeições saudáveis e pequenas pausas para descanso e reequilíbrio. Mantenha seus corpos sãos para conseguir realizar com boa disposição tudo o que de fato precisa e deseja realizar.


2 - Observe e cuide de suas emoções

Sinta os sentimentos, mas não guarde ressentimentos. Ressentimento significa "sentir de novo". Não carregue consigo por muito tempo assuntos que podem ser resolvidos de imediato.

Mentalize sempre que se lembrar quais são os sentimentos que você deseja ao longo do dia e quais sentimentos você deseja gerar nas pessoas que entram em contato com você, seja através do seu trabalho ou ambiente pessoal. Que emoções, pensamentos e ações as pessoas que tiverem contato com você sentirão?

Isso é muito importante pois todos nós temos o poder de contagiar um ambiente com nossa energia emocional. Cuide daquilo que você pensa repetidamente, pois se tornam sentimentos, ações e hábitos que governam sua vida.

E talvez você esteja se perguntando: Mas Aline, mas como posso lidar sobre como os outros me fazem sentir? Veremos na próxima dica.


3 - Conte com a parceria dos relacionamentos

Muito provavelmente, para realizar seus sonhos empreendedores você já percebeu que necessita da colaboração de mais alguém, certo? Seja dentro de casa, seja de uma sócia, do seu time, de um fornecedor, enfim.

Mas o que fazer quando um dos relacionamentos mais importantes não flui como deveria, causando conflitos?

Quero te convidar a fazer o seguinte exercício:

a) Pense em um relacionamento atualmente difícil na sua vida, mas que impacta sua carreira ou negócio (pode ser qualquer um, conjugal, familiar, amizade, sociedade, etc.)

b) Qual é realmente o problema?

c) O que está mantendo este problema?

d) Quais habilidades estão te faltando?

e) Que aspectos do problema podem ser trabalhados?

f) Que ações precisam ser realizadas?

g) Quando precisam ser realizadas?

h) Qual é a melhor forma de aprender e aplicar as habilidades que você identificou?

i) Quais serão as evidências sobre o seu novo modo de agir em relação a este problema?

Este exercício inspirado no trabalho de S. Skiffington nos convida refletir sobre as reais questões que nos mantém presas a um problema e também nos chama a dar o primeiro passo para gerar a mudança que queremos ver, de maneira equilibrada e consciente.

Nos tira daquele padrão de que para resolver questões delicadas, inevitavelmente geraremos conflitos. Mudando de forma inteligente o nosso posicionamento diante de determinado relacionamento a fim de torná-lo mais saudável, podemos criar uma atmosfera não-violenta para nós e para as pessoas importantes em nossa vida.


Como diria Carl Jung, ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.

4 - Empodere-se do seu próprio valor

Às vezes nos sentimos tão fragilizadas por nos doarmos tanto e nem sempre recebermos o reconhecimento na mesma proporção, não é mesmo?

Mas eu aprendi que nem sempre o bem que a gente gera retorna do mesmo lugar. Muitas e muitas vezes, Deus e o Universo fazem os presentes da vida virem de onde a gente menos espera.

Mas para conseguir perceber (e receber) estes presentes, é extremamente importante sabermos que sim, merecemos todo amor e felicidade do mundo sendo simplesmente nós mesmas, sem precisar interpretar "personagens" para sermos aceitas e agradar as expectativas dos outros. Quem te ama de verdade, vai te amar do jeito que você é.Quem gostar do seu produto ou serviço se conectará com você devido a sua autenticidade.

Seja quem você é, faça aquilo que sabe que precisa ser feito e esteja pronta para receber o bem de volta (das mais diferentes maneiras). Receba o bem que você gera ao seu redor.


5 - Não leve tudo tão a sério

Duvide um pouco de tudo aquilo que você tem defendido a "ferro e fogo" como verdadeiro. Muitas vezes ficamos tão preocupadas com aquilo que é socialmente aceito e esperado de nós mães e mulheres empreendedoras, que nos anulamos em função de atender os padrões. Suprimimos nossas vontades, negamos fazer aquilo que nos trará felicidade ou paz simplesmente por medo do que os outros vão falar.

Toda vez que este conflito interno surgir do "quero fazer, mas será que eu devo?" pergunte-se: se eu fizer isto, estarei sendo apenas eu mesma ou estou tentando me encaixar nos padrões impostos por alguém? Por quê?"

Resolva as questões que estão lhe travando o riso o quanto antes, não empurre mais com a barriga angústias e o preço de não viver a vida que você quer em função de agradar a todo mundo menos a você mesma. Cerque-se de pessoas e momentos que vão lhe fazer rir de doer a barriga!


6 - Dedique-se ao essencial em sua rotina: esvazie-se para reconstruir!

Não há como dar conta de tudo e ser perfeita em tudo ao mesmo tempo. Mas é possível sim ser feliz na vida profissional e familiar, sabe por quê? A felicidade é simples e não exige perfeição, simplesmente por que ela (a perfeição) não existe entre as obras dos seres humanos.

Faça o que é possível fazer, dedicando o seu melhor esforço para as coisas que são prioridades na sua vida, e viva um dia de cada vez.

Sim, eu sei que você tem muitas responsabilidades, mas será que todas elas, impreterivelmente precisam ser realizadas por você?

Eu escrevi um texto chamado "A cultura da pressa - como deixar de ser escravo do tempo?", onde falo sobre como podemos acabar com o mito de termos de dar conta de tudo. Depois que terminar este artigo, você pode acessá-lo clicando aqui.

Mas quero acrescentar aqui neste texto, pelo menos mais dicas para que você consiga se organizar com base nas suas prioridades e tornar a sua rotina de mulher empreendedora mais leve e seguir o seu propósito!

6.1 - Técnica dos 2 minutos

Esta técnica é excelente para evitar a procrastinação de tarefas simples, porém importantes, tais como marcar uma consulta médica, agendar uma reunião, enviar um e-mail, responder uma mensagem, delegar uma tarefa, etc.

Funciona assim: frequentemente pergunte-se: o que é importante eu fazer AGORA? Caso seja algo que demande menos de 2 minutos, faça imediatamente. Você verá a diferença no seu dia a dia!

6.2 - Técnica dos 15 minutos

Eu, assim como muitas mulheres, não tenho o apoio de uma profissional ajudando na faxina do lar com freqüência. Esta dica eu aplico principalmente às atividades da casa naquela semana em que estamos literalmente com a agenda lotada.

Como utilizar: Passe em um cômodo da casa por vez dedicando 15 minutos exclusivos à limpeza / organização dele, priorizando sempre o que é mais importante ser feito ali naquele lugar. Ao final dos 15 minutos, independente de ter concluído como gostaria, vá para o próximo cômodo, sem culpa. Numa próxima rodada (no dia seguinte ou na semana seguinte) você faz o que ficou para trás, se ainda achar de fato tão importante.

Além de manter os ambientes limpos e organizados, você se livra da necessidade de perfeição e passa conviver melhor com a máxima de que "feito é melhor do que perfeito".

6.3 - Técnica dos 25 minutos (Pomodoro)

Esta técnica é bastante famosa por propiciar o aumento da produtividade e consiste basicamente em trabalhar por blocos de tempo.

A proposta é que você trabalhe ininterruptamente durante cada ciclo de 25 minutos (chamado de pomodoro), evitando distrações. Você pode ajustar o despertador no celular, programar no computador ou mesmo aqueles timers de cozinha para tocar o alarme em 25 minutos. Quando o alerta tocar, faça uma pausa curta (5 minutos). A cada quatro "pomodoros", faça uma pausa mais longa (de 30 minutos).

Caso surja uma nova ideia ou você se lembre de outra atividade que precisa realizar, não interrompa o que está fazendo - anote para ler depois e continue trabalhando. Apenas uma tarefa deve ser realizada em cada pomodoro. Se terminá-la antes do alarme tocar, deve revisar a tarefa até o final do pomodoro.

6.4 - Invista a maior parte do seu tempo na sua Zona de Genialidade

Em seu livro "The Big Leap", o autor Gay Hendricks aborda a teoria de que em nossa vida operamos em diversas Zonas de Competências, mas que é fundamental nos mantermos a maior parte do tempo ocupadas com aquilo que realmente somos boas em fazer e que nos deixa mais feliz.

A sua Zona de Genialidade é onde você vai florescer naturalmente. São aquelas atividades que você gosta tanto de fazer que nem parecem um trabalho para você. Aquelas tarefas que você realmente tem vontade de fazer e que, ao exercê-las você se sente iluminada, fluindo em paz e alegria.

Atuar na sua Zona de Genialidade traz paz, é dizer sim ao chamado da sua alma.


7 - Reorganize sua rotina com base nas suas novas descobertas

Direcione o seu tempo de forma a passar a maior parte dele na sua Zona de Genialidade. Inclua também as responsabilidades que somente você pode fazer. O restante, simplesmente elimine da sua vida ou delegue envolvendo pessoas que possam te ajudar, na Zona de Genialidade delas.

Preparei de presente para você uma planilha bem simples para te ajudar a redistribuir suas tarefas ao longo da semana, para que não se sinta sobrecarregada em nenhum dia e ainda consiga dedicar um tempinho para cuidar de si e fazer outras coisas que adora.

Você pode baixá-la gratuitamente clicando aqui.

Este artigo foi escrito realmente para lhe ajudar e mostrar que a organização e equilíbrio que a gente tanto precisa ver do lado de fora, iniciam na verdade nas camadas mais profundas do nosso ser. É um processo de expansão. O nosso Universo interno reflete o externo, e isso tudo começa a partir do autoconhecimento.

O seu projeto, negócio, vida pessoal serão tão grandes e inspiradores quanto a pessoa que você já é e talvez ainda se esqueça diante de tantos afazeres! Confie na sua mensagem única e coloque seus talentos no mundo em forma do trabalho que você ama fazer.

Este artigo ajudou você? Me conte seus principais insights!

Permita se reinventar e ser livre para trabalhar com o que ama de forma leve e sustentável. 

Olá! Sou Aline Macedo e atuo como Coach de Liberdade Profissional ajudando homens e mulheres que se sentem insatisfeitos ou frustrados sobre suas escolhas profissionais a construírem uma nova carreira ou negócio leve e com significado, recuperarem sua autoestima, superarem medos e bloqueios e colocarem seus maiores talentos e paixões no mundo em forma de um trabalho que gere realização, felicidade, renda e segurança financeira.

Sempre ouvi aquelas pessoas que dão "piti" em público sendo chamadas de mal-amadas e minha interpretação sobre essa expressão, era de que o parceiro / parceira amoroso dessa pessoa não estava fazendo direito seu papel... Quando casei aos 21 anos, eu e meu esposo fizemos o cursinho de noivos e, em uma em uma das conversas com o...